.

AV SALGADO FILHO, 252 - CENTRO - GUARULHOS - SP

FONE: (11) 2459-1969 / 2806-9226

-----------------------------------------------------

Cada MULHER tem sua própria essência que é resultado de suas escolhas e de seus ideais, isso marca sua evolução ao longo da História e o resultado é que as MULHERES começaram a desempenhar funções sociais mais relevantes em diversas áreas, tanto no mundo do trabalho, dos negócios, como na política. A MULHER não é Coadjuvante, a MULHER  é Protagonista.

A MULHER não precisa de homenagem, a MULHER só precisa ter seu valor reconhecido e o reconhecimento não pode se dar em apenas um único dia, o reconhecimento ao valor da MULHER tem que se dar ao longo dos 365 dias do ano.

 

Roberto Siqueira
Presidente Estadual PSL SP

-----------------------------------------------------

Direito das mulheres ao voto

completa 85 anos 

O artigo 5º da Constituição Federal estabelece que homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações. Essa realidade normativa não foi sempre assim, apesar da obviedade que ela enuncia. Na sexta-feira (24), completam-se 85 anos da edição do Decreto nº 21.076, de 1.932 (Código Eleitoral), que garantiu o voto feminino.

Os diplomas legislativos foram sendo criados e modificados ao longo do tempo para conferir à mulher uma mais completa cidadania. Existem normas tanto para fixar um percentual mínimo de candidaturas do sexo feminino como para determinar que os partidos destinem um tempo de sua propaganda a destacar a importância da participação feminina na política.

Sob esse aspecto, a Lei das Eleições (Lei nº 9504/97), no artigo 10, impõe que cada partido ou coligação preencherá o mínimo de 30% e o máximo de 70% para candidaturas de cada sexo. Por sua vez, a Lei 9.096/1995, que rege os partidos políticos, no artigo 45, ao disciplinar a propaganda partidária gratuita, efetuada mediante transmissão por rádio e televisão, diz que ela deve promover e difundir a participação política feminina.

Nas eleições, ainda há uma disparidade entre o número de candidatos de cada sexo. Mas esse desnível tende a diminuir à medida que autoridades públicas, campanhas de educação, políticas públicas e entidades privadas se engajem no compromisso de permitir mais oportunidades de a mulher ser protagonista do processo político.

Segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), referentes às eleições de 2016, do total de candidatos, 158.452 (32%) eram mulheres e 338.444 (68%), homens. No Estado de São Paulo, a porcentagem para cada sexo se repete, tendo se candidatado ao pleito 27.701 mulheres e 58.839 homens. Nessa unidade da federação, acabaram eleitos 919 homens e 418 mulheres.

Carlos Drummond de Andrade dedicou o poema “Mulher eleitora” a Mietta Santiago (pseudônimo de Maria Ernestina Carneiro Santiago de Souza), mineira que, inconformada com a proibição da mulher de votar, obteve, por sentença judicial inédita à época (1.928), o direito de concorrer a uma vaga de deputada federal. Que os versos de surpresa do poeta inspirem nossas instituições a concretizar o princípio constitucional da igualdade:


“Mulher eleitora


Mietta Santiago
loura poeta bacharel
Conquista, por sentença de Juiz,
direito de votar e ser votada
para vereador, deputado, senador,
e até Presidente da República,
Mulher votando?
Mulher, quem sabe, Chefe da Nação?
O escândalo abafa a Mantiqueira,
faz tremerem os trilhos da Central
e acende no Bairro dos Funcionários,
melhor: na cidade inteira funcionária,
a suspeita de que Minas endoidece,
já endoideceu: o mundo acaba.”

 

Siga nosso twitter oficial @trespjusbr

Curta nossa página oficial no Facebook www.facebook.com/tresp.oficial

 
Presidente Estadual do PSL SÃO PAULO visita cidades do interior de São Paulo. - 15 de Maio de 2015 -

Presidente Estadual do PSL SÃO PAULO visita cidades do interior de São Paulo. - 15 de Maio de 2015 -

ARARAS

Visando as Eleições Municipais de 2016 e 2018, e na busca de um crescimento cada vez maior do PSL em todo o Estado de São Paulo, o Presidente Estadual do PSL, ROBERTO SIQUEIRA, deu continuidade às visitas pelas cidades do interior paulista que estão se estruturando para as eleições municipais de 2016 e 2018.
A primeira visita do dia ocorreu na cidade de ARARAS onde foi recebido pelos novos membros que integrarão a Comissão Provisória do PSL ARARAS e participou de um almoço acompanhado dos mesmos.  Estiveram presentes os Senhores Leonel, Lázaro, Orlando e Zico.
Logo após o almoço a comitiva seguiu rumo ao paço municipal para uma visita ao Chefe do Poder Executivo Ararense, Prefeito Dr. Nelson Dimas Brambila (PT), que estava acompanhado do Secretário de Planejamento, do Secretário de Governo, do Chefe de Gabinete da Prefeitura e do Vereador Breno (PT). Dr. Brambila agradeceu a visita e se colocou à disposição para ajudar na construção de um PSL forte na cidade.  (FOTOS)

RIO CLARO

Dando sequencia às visitas, o Presidente Roberto Siqueira visitou a cidade de RIO CLARO, onde foi recebido pelo Presidente Municipal do PSL Rio Claro, RENAN TEIXEIRA, acompanhado do Senhor Matias Martinez. O Presidente do PSL Rio Clarense afirmou que a Direção Municipal está afinada com a Direções Nacional e Estadual para o crescimento e fortalecimento do PSL na região e no estado de São Paulo, não só para as Eleições 2016, mas principalmente para as Eleições de 2018. (FOTOS)

ARARAQUARA

Finalizando a agenda do dia, o Presidente Estadual visitou a cidade de Araraquara onde foi recebido pela Direção Municipal do PSL Araraquarense, na pessoa do Presidente Municipal FRANCISCO (KIKO) na Câmara Municipal da cidade, acompanhado dos novos membros do PSL na cidade.
E não poderia ser mais positivo o encontro da liderança e militância de Araraquara com o Presidente Estadual e Secretário Nacional do Partido Social Liberal, Roberto Siqueira. O líder do PSL paulista acenou com autonomia plena para os integrantes do PSL, mas deixou claro o compromisso assumido de respeito às normas do Partido que é de respeito ao eleitorado e aos cidadãos brasileiros.
Do encontro participaram a Vice Presidente do Legislativo, Vereadora Edna Martins (PV), o Secretário de Segurança da cidade Nino Mengatti (PSB) e Mauro Bianco, Presidente Municipal do PPL. 
Após abonar as primeiras, das sessenta fichas de filiação apresentadas, o presidente discorreu sobre a situação atual do País, lembrando que embora haja um trabalho continuo de destruir os Partidos ditos “pequenos”, seus políticos não se encontram arrolados nas súmula dos inúmeros processos de pleno conhecimento da população.
___“A população já viu comprovada a participação de muitos outros políticos no Mensalão, Petrolão, ou Operação Lava Jato, mas sem a participação dos políticos daqueles que são chamados de “pequenos partidos”, e mais ainda, irá espantar-se com o futuro das investigações”.
Lembrou Siqueira que a população ficou estarrecida com o esquema montado no Mensalão, e mais ainda com o Petrolão, mas ficará ainda mais espantada, senão, aterrorizada com a divulgação de outros fatos  que logo virão à tona.
O presidente Roberto Siqueira cobrou responsabilidade da diretoria do PSL Araraquarense e acenou com a liberação da senha para filiação partidária na própria cidade, deixou claro que não haverá interferência dos Diretórios em São Paulo ou Nacional no processo de composição visando às próximas eleições, mas exigiu plena responsabilidade nas articulações políticas e que as mesmas sejam, sempre, conduzidas pela transparência e seriedade.
___Afirmando ter confiado na direção do PSL Araraquarense, o Presidente Roberto Siqueira fez amostragem desta confiança decretando que Araraquara pode preparar, de imediato, a Convenção Municipal Partidária  que transformará a Comissão Provisória de Araraquara em  DIRETÓRIO MUNICIPAL. 
Na oportunidade ficou acertada a constituição do PSL na cidade de Américo Brasiliense que terá como Presidente Municipal o Senhor ADRIANO ARRUDA, que esteve presente ao encontro na cidade de Araraquara. (FOTOS).

 

================xxxxxxx===============

 
PRESIDENTE ESTADUAL DO PSL/SP VISITA A CIDADE DE SÃO ROQUE / SP. (15.04.2013)

Ver. Adenilson Correia (KALUNGA), Roberto Siqueira, Josefa Maria (TIA JÔ) e Ver. Wellington Figueiredo (CEARÁ)Dando prosseguimento ao trabalho de crescimento e fortalecimento do PSL em todo o estado de São Paulo, e também visando as Eleições 2014, o Presidente Estadual do PSL SÃO PAULO, ROBERTO SIQUEIRA, visitou a cidade de SÃO ROQUE, região metropolitana de São Paulo.

Leia mais...

Tem mulheres na parada em homenagem à primeira mulher a votar em 1927 no Brasil

Celina Guimarães VianaFoi a primeira mulher a votar em 1927 no Brasil, Rio Grande do Norte, ação promovida pelo então governador que autorizou o voto feminino no estado, mesmo ele sendo proibido. Esta ação mobilizou diversas mulheres de diferentes cidades do Rio Grande do Norte e de mais nove estados do Brasil a requererem seus direitos sob o voto. Direito este aprovado parcialmente em 24 de janeiro de 1932 por somente permitir as mulheres casadas, viúvas e solteiras que tivessem renda própria, o direito ao voto. Conquistado integralmente em 1934 e tornando-se obrigatório em 1946.
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

 

PSL MULHER SÃO PAULO REALIZA 1ª REUNIÃO DE TRABALHO (09.12.2013)

A Comissão Executiva do PSL MULHER SÃO PAULO, sob o comando da Presidente Estadual, SILVIA BEZERRA, realizou na manhã de hoje sua 1ª reunião para tratar do planejamento e da organização dos trabalhos para o ano de 2014. A reunião, acompanhada de um café da manhã, aconteceu na sede do PSL SÃO PAULO e contou com a presença do Presidente do Diretório Estadual, ROBERTO SIQUEIRA. Objetivando as atividades que o PSL MULHER SÃO PAULO pretende realizar ao longo do ano de 2014 e focando o papel da MULHER na política, foram abordados alguns assuntos para a concretização e valorização dos trabalhos que se farão realizar ao longo do ano vindouro. Na oportunidade cada integrante recebeu uma cópia do ESTATUTO DO PSL MULHER e se destacou a importância do trabalho em conjunto e o papel que cada participante deva desempenhar dentro das funções com as quais foram nomeadas. A reunião foi muito produtiva e cada integrante ficou conhecendo um pouco mais sobre cada uma das demais componentes do PSL MULHER SÃO PAULO. “Trocamos muitas ideias sobre tudo aquilo que podemos fazer para incrementar o trabalho e fazer o PSL MULHER SÃO PAULO um seguimento forte em nosso Estado, a exemplo da Direção Nacional do PSL MULHER, aqui em São Paulo também defendemos a IGUALDADE DE GÊNEROS”, declarou SILVIA BEZERRA, Presidente Estadual do PSL MULHER SÃO PAULO. Após as manifestações das integrantes da executiva estadual e troca de ideias, ficou acertado que será elaborado um calendário de eventos para os meses de fevereiro, março, abril e maio de 2014 e que, independente do calendário, reuniões semanais serão marcadas para uma maior interação e participação de todo o grupo.